PMDB e PSDB devem caminhar juntos na disputa pela prefeitura de JP, diz Hugo Motta


Deputado Hugo Motta
O deputado federal Hugo Motta (PMDB) disse que o partido deve ter candidato próprio para a disputa das eleições municipais de 2016 em João Pessoa, tendo o PSDB como aliado eleitoral. A declaração foi dada na tarde dessa sexta-feira (11), no programa Correio Debate, da Rede Correio Sat, nessa sexta (11), quando Hugo também falou sobre a confusão no diretório municipal da Capital, a possível saída de Veneziano Vital do PMDB e o andamento da CPI da Petrobras.

Segundo Hugo, o deputado federal Manoel Júnior (PMDB) tem conversado com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) sobre a aliança em João Pessoa e é natural que os dois partidos andem juntos na disputa em 2016.

“É natural a conversação com o PSDB. Seria importante para que Manoel tenha mais tempo de televisão e condições de disputa em João Pessoa. O senador José Maranhão já foi perguntado sobre o assunto e respondeu com a mesma naturalidade. Acredito que o PMDB vá para o segundo turno na Capital”, afirmou o deputado.

Para Hugo Motta, caso o PMDB não tenha êxito e não consiga o segundo turno, o partido deve se aliar ao PSB, do governador Ricardo Coutinho. “Se não acontecer [ida para o segundo turno] iremos nos entender e alinhar com o PSB, que vai nos apoiar em diversos municípios”, contou.

Preferência do PMDB é por Manoel Júnior

Sobre as confusões que rondaram o diretório municipal do PMDB da Capital, Hugo disse que é natural que disputa e discussão existam em todos os partidos políticos.

O deputado também falou que houve um acordo de alternância de poder no diretório, mas que a escolha por uma candidatura própria na Capital foi determinante para a manutenção de Manoel Júnior no comando.

“O acordo de alternância de poder foi feito durante reunião. Eu propus que Gervásio assumisse a presidência e ele passasse a defender a candidatura própria e se lançasse candidato se quisesse, mas que se não quisesse [ser candidato] defendesse o nome de Manoel Junior como candidato para o partido sair fortalecido. Infelizmente esse entendimento não foi conseguido”, disse Hugo Motta.

De acordo com Hugo Motta, Manoel Júnior tem condições de ser candidato a prefeito da Capital por já conhecer os problemas enfrentados pela população desde quando foi vice-prefeito, em 2004.

Possível saída de Veneziano do PMDB

O deputado afirmou que não vê possibilidade de que Veneziano Vital saia do PMDB, mesmo com relatos de insatisfação do ex-prefeito de Campina Grande.

“Falei com ele [Veneziano] ontem à tarde em Brasília. Ele tem feito queixas, mas não chega a ser um processo de deixar o PMDB. Sua vinculação é muito forte com o partido. Já foi o nosso pré candidato a governador e é uma liderança política estadual, com condições de participar de qualquer disputa. Insatisfação eu tenho, Veneziano também tem. Temos que resolver nossos problemas. Descarto a possibilidade de ele sair do PMDB. São problemas que tem possibilidade total de serem resolvidos”, disse Hugo.

Andamento da CPI

Presidente da CPI da Petrobras no Congresso, Hugo Motta contou que a comissão, além de investigar e apurar o envolvimento político de parlamentares, deve apontar um rumo para que o combate a corrupção no Brasil seja alcançada com êxito.

“São graves os elementos de corrupção na Petrobras, que foi vítima de um sistema para superfaturamento de obras. Temos procurado fazer a apuração política, dentro do que nos cabe e com os limites que temos fazer uma apuração seria. Levamos donos das maiores empreiteiras do Brasil, dirigentes partidários e ex-diretores. Mas precisamos ter no relatório uma sugestão para combater a corrupção, buscar um fortalecimentos das leis e fazer com que o Brasil se desenvolva longe da chaga da corrupção”, afirmou o deputado.

Futuro político

Em 2016, segundo o deputado, a intenção do PMDB é de manutenção do nome da atual prefeita de Patos, Francisca Motta (PMDB), na disputa pela prefeitura, tentando a reeleição. Porém, caso exista a possibilidade de alternância, o nome do seu pai, o deputado estadual Nabor Wanderley (PMDB), pode ser uma opção.

“É natural que a prefeita tenha preferência de disputa e vá para a reeleição, contando com o nosso apoio. Mas, é sempre bom termos uma equipe com o jogador titular e um bom reserva. Vamos discutir e fazer pesquisas. Quem estiver com mais condições vai para a disputa em Patos”, falou Hugo Motta.

O deputado, por fim, falou sobre a possibilidade de tentar a disputa em um cargo majoritário, mas que deve tentar a reeleição como deputado federal em 2018.

“Meu foco tem sido trabalhar para me sair na CPI e atender os pleitos dos municípios paraibanos. Ano que vem irei atuar para fortalecer o PMDB, trazendo lideranças, participando de convenções, para que o partido tenha condições de disputa e eleger o maior número de vereadores e prefeitos. Em 2018, queremos renovar o nosso mandato de deputado federal, mas todo aquele que faz política sempre sonha em disputar cargo majoritário. Vamos analisar as conjunturas e, no momento certo, sentar e discutir com o partido uma possível candidatura”, concluiu Hugo Motta.

Fonte Portal Correio
Compartilhe no Google Plus

Sobre rivaildo

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: