Suposto Meteoro cai em Recife e explosão causa susto em moradores; Clarão foi visto em JP

Vários moradores do Grande Recife relataram, na noite desta quarta-feira, terem testemunhado um grande clarão no céu. O fenômeno teria ocorrido por volta das 22h20 e em poucos minutos rendeu diversas postagens nas redes sociais. O jornalista Carlyle Paes Barreto, por exemplo, viu o clarão quando subia a Estrada de Aldeia e ficou impressionado. “Não chovia nem havia nuvens na hora”. Houve relatos em Olinda e até João Pessoa (PB).
A Agência de Águas e Clima, Apac, foi contactada, mas informou que não faz registros de descargas atmosféricas (raios).
Já a Sociedade Astronômica Do Recife colocou um post no Facebook pedindo informações a quem por ventura tivesse testemunhado a passagem de um “bólido” (fireball/bola de fogo) no céu. Pessoas confirmaram em Boa Viagem, Candeias, Cordeiro, Abreu e Lima, Pau Amarelo e no Centro do Recife. Caio Aguiar descreveu: “Uma bola flamejante desfragmentando enquanto descia rapidamente em direção ao solo. Um clarão que durou uns…5 segundos. Luz intensa vinda do objeto não identificado. Foi muuuuuuuuuuuuuuuito bonito.”
Em Igarassu, o Sargento André filmou o fenômeno captado pela câmera de segurança da sua residência e postou no Facebook, com a data e o horário de registro. 
Paula Thorpe, do Grupo de Astronomia de Pernambuco, informou que a instituição recebeu relatos plausíveis de que um meteoro foi visto no céu da Região Metropolitana do Recife. O horário médio do avistamento ficou entre às 22h10 e 22h20. “Recebemos relatos também legítimos do avistamento de residentes no estado da Paraíba. Pelas descrições e relatos, segundo o professor James Solon, integrante do Grupo de Astronomia de Pernambuco, o AstroPE, o objeto tem características de se tratar de um meteorito, também conhecido como fireball, devido ao forte clarão que provoca no céu”, disse por e-mail.
Todos os anos, entre os dias 15 e 29 de outubro, a Terra passa por um grande fluxo de detritos deixados pelo cometa Halley, que é o responsável por uma chuva de meteoros denominada Orionídeas. A área da terra onde é mais visível o fenômeno é exatamente a próxima ao Equador, onde fica a constelação de Orion (o Cinturão de Orion é popularmete conhecido como “As Três Marias”). Os dados são do site Galeria do Meteorito.
Ainda segundo o site, na noite de 12 de outubro, uma câmera da Nasa detectou um pedaço do cometa Halley se desintegrando na atmosfera sobre o Novo México, nos Estados Unidos. A fireball era tão brilhante que foi possível vê-la mesmo com a grande luminosidade da Lua! Múltiplas câmeras seguiram o meteoróide, o que permitiu o cálculo de sua trajetória. Segundo especialistas, ele atingiu a atmosfera da Terra a 68 quilômetros por segundo e se desintegrou a 67,9 km acima da superfície. Veja abaixo o vídeo que foi feito do espaço.
Uma explicação possível é tratar-se de um meteoro. Todos os anos, entre os dias 15 e 29 de outubro, a Terra passa por um grande fluxo de detritos deixados pelo famoso cometa Halley, que é o responsável por uma chuva de meteoros denominada Orionídeas. A área da terra onde fica mais visível é exatamente próxima ao Equador, onde fica a constelação de Orion (o Cinturão de Orion é popularmete conhecido como “As Três Marias”). Os dados são do site Galeria do Meteorito.

Fonte Diário do Brejo 
Compartilhe no Google Plus

Sobre rivaildo

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: