Professores da UFCG, na Paraíba, paralisam aulas nesta quinta-feira


Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus I (Foto: Taiguara Rangel/G1)UFCG, campus I (Foto: Taiguara Rangel/G1)
Em assembleia geral, os professores da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) decidiram paralisar as atividades nesta quinta-feira (10). A categoria reivindica reajuste salarial, reestruturação da carreira, garantia da autonomia universitária e melhores condições de trabalho. A decisão foi tomada durante atividade pública em frente à sede da reitoria, no campus de Bodocongó em Campina Grande, na quarta-feira (8). Cerca de 16 mil alunos devem ficar sem aulas.
A proposta da paralisação por 24  horas foi apresentada pela diretoria da Associação de Docentes da UFCG (ADUFCG) no contexto da campanha salarial 2014, deliberada pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES).
A interrupção das aulas desta quinta-feira coincidirá com mais uma reunião entre a direção da ANDES e os representantes da Secretaria de Ensino Superior do Ministério da Educação, com o objetivo de discutir as reivindicações.
Em Campina Grande, a paralisação contará com a uma aula pública, a partir das 8h30, em frente à reitoria da UFCG. Serão debatidos os temas Autonomia Universitária, Carreira Docente: ontem e hoje, Condições de Trabalho na UFCG e Criminalização dos Movimentos Sociais na América Latina.
À tarde, haverá debate no auditório da ADUFCG e exibição do filme "Barra 68", do cineasta paraibano Vladimir Carvalho, sobre a invasão da Universidade de Brasília (UnB) pelo exército e forças da repressão da ditatura militar. à noite, haverá audiência pública da Comissão da Verdade, da Memória e da Justiça das entidades Representativas da UFCG, no auditório da ADUFCG, a partir das 18h30.

Fonte G1 Paraíba 
Compartilhe no Google Plus

Sobre rivaildo

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: