PRF fiscaliza motos nas rodovias; em 2013, foram 1.200 acidentes e 89 mortos na Paraíba

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou na manhã de segunda-feira (27) a operação ‘Duas Rodas 2014’, na BR 230, nos municípios de Cabedelo e Cajá. O trabalho tem ações desenvolvidas em todas as rodovias federais que cortam a Paraíba e deve fiscalizar o uso dos veículos de duas rodas.
Em todo o ano de 2013, as equipes da PRF na Paraíba atenderam 1.200 acidentes de trânsito com o envolvimento de motocicletas. Este número corresponde a 29% das ocorrências registradas. Ao todo, 1338 pessoas ficaram feridas e 89 morreram vítimas destes acidentes. 
Nos primeiros 27 dias de 2014 a PRF já atendeu 70 ocorrências envolvendo motociclistas, 72 pessoas ficaram feridas e oito perderam suas vidas. A imprudência de muitos condutores e a extrema vulnerabilidade dos usuários de veículos de duas rodas preocupa a PRF. Em 2013, foram lavrados 2.844 autos de infração pelo não uso do capacete por parte de condutores e passageiros. Neste começo de 2014, já são 162 flagrantes autuados.
A Operação Duas Rodas 2014 tem o objetivo prioritário de preservar a vida dos usuários de motocicletas, motonetas e ciclomotores, estes últimos vulgarmente conhecidos como cinquentinhas.
No primeiro dia da operação, foram fiscalizados 177 veículos, lavrados 59 autos de infração e dez veículos foram retidos. Uma motocicleta foi apreendida por estar com seus elementos identificadores adulterados e uma pessoa foi detida.
Operação 'Duas Rodas', PRF
Foto: Operação 'Duas Rodas', PRF
 
Flagrantes de irresponsabilidade
Durante a fiscalização, os agentes da PRF abordaram dois mototaxistas que não possuíam Carteira Nacional de Habilitação. A atividade dos mototaxistas é regulamentada pela lei Nº 12.009, de 29 de julho de 2009; ela determina, entre outras exigências, que o condutor possua habilitação, por pelo menos dois anos, na categoria A. Além da habilitação específica, o condutor deve ser aprovado em curso especializado, atualmente regulamentado pela resolução n° 410/12 do Conselho Nacional de Trânsito e o veículo deve ser dotado de equipamentos obrigatórios para a proteção do condutor e passageiro, dentre outras exigências.
Ciclomotores na rodovia
A PRF alerta que o trânsito de ciclomotores é permitido nas rodovias, porém o condutor deve possuir a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria “A”. Além da habilitação adequada do condutor, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), condutor e passageiro devem utilizar capacete, o trânsito deve ser realizado pelo acostamento e os faróis de luz baixa devem permanecer acesos, tanto à noite quanto ao dia.

Fonte Portal Correio
Compartilhe no Google Plus

Sobre rivaildo

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment