PRF abrirá 216 cargos da área administrativa para nível médio; salário será de R$ 3,6 mil


Há expectativa de que o recém-autorizado concurso para 216 vagas para a área administrativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) seja realizado de forma relâmpago.
Além de a seleção visar à substituição de terceirizados, cujos contratos foram extintos em 31 de dezembro, 2014 é ano de eleição em âmbito federal e, por conta disso, somente poderão ser convocados ainda este ano aprovados em concursos homologados até 5 de julho, o que deve fazer com que a corporação busque ainda mais celeridade.
As oportunidades contemplarão o cargo de agente administrativo. O requisito para o exercício da carreira é o nível médio completo, e os rendimentos iniciais são de R$3.689,77 (incluindo auxílio-alimentação, de R$373). Os profissionais cumprirão carga de trabalho de 40 horas semanais.
A PRF ainda não informou qual será a distribuição das vagas. Os candidatos esperam que desta vez, diferentemente da seleção de 2012, em que as vagas foram concentradas em Brasília, haja oportunidades para todos os estados.
As vagas do concurso são decorrentes da Lei nº 12.857, aprovada em setembro de ano passado, que criou novos 260 cargos de agente administrativo na estrutura da PRF. Como a oferta inicial da seleção é de apenas 216 vagas, é possível que as outras 44 venham a ser preenchidas ao longo da validade da nova seleção.
Em agosto em 2013, o órgão contava apenas com 593 servidores administrativos, de acordo com Boletim Estatístico de Pessoal, do Ministério do Planejamento.
O Planejamento concedeu autorização para a realização do concurso em 30 de dezembro de 2013. Conforme a Portaria nº 557, a PRF tem até seis meses para divulgar o edital, portanto, até 30 de junho. Entretanto, o documento deverá ser divulgado bem antes disso.
Outro fator que deve corroborar para a agilizar a seleção é que o último processo seletivo para a carreira foi realizado no segundo semestre de 2012, de forma que não deve haver muitas diferenças entre eles. A validade foi de seis meses, podendo dobrar, e se extinguiu em 21 de dezembro de 2013, sem possibilidade de nova prorrogação.
A oferta foi de 71 vagas, sendo 67 para agente administrativo (as demais foram para cargos de nível superior), com lotação em Brasília. A organização coube ao Cespe/UnB, e o processo seletivo foi composto de provas objetivas e investigação social e/ou funcional.
O concurso mobilizou 19.849 inscritos, dos quais 18.059 para agente (relação de 269,54 candidatos por vaga para o cargo). As provas objetivas foram compostas por 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Ética e Conduta Pública, e Legislação Relativa à PRF, de Noções de Informática e Noções de Matemática) e 70 de Conhecimentos Específicos.
Foram aprovados aqueles que obtiveram os mínimos de dez pontos na parte básica, 21 na específica e 36 no conjunto das provas.
Leia mais notícias de concursos na edição deste domingo (13) do jornal CORREIO.
Fonte Portal Correio
Compartilhe no Google Plus

Sobre rivaildo

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment