Menos de 5 mil famílias da PB em situação de insegurança alimentar receberam cestas básicas em 2013

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) distribuiu mais de 1,6 milhão de cestas de alimentos em 2013. Segundo o Governo Federal, foram mais de 39 mil toneladas de alimentos que foram entregues a 386 mil famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional. Na Paraíba foram 35.912 cestas básicas distribuídas, para 4.968 famílias.
As cestas básicas atendem trabalhadores rurais acampados, comunidades quilombolas, comunidades de terreiros, indígenas e pescadores artesanais. Destas, 291 mil receberam doações regulares e 95 mil foram atendidas em situações emergenciais.
Nos acampamentos em territórios paraibanos foram atendidas 2.934 famílias acampadas e nesse segmento foram distribuídas 15.996 cestas, que representaram 345 mil e 949 quilos; para 584 famílias quilombolas foram 6.066 cestas, com total de 133 mil e 256 quilos; nas comunidades de terreiros foram atendidas 400 famílias, com 4.400 cestas básicas, com 4 mil e 400 quilos de alimentos; e no aglomerado dos atingidos por barragem foram 1.050 famílias, com 9.450 cestas e 210 mil e 404 quilos.
Em todo país, no total, 386 mil famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional receberam mais de 39 mil toneladas de alimentos. Destas, 291 mil receberam doações regulares de produtos e 95 mil foram atendidas em situações emergenciais.
As cestas são compostas preferencialmente por produtos da agricultura familiar, comprados pelo governo por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). De acordo com a diretora de Apoio à Aquisição e Comercialização de Produção Familiar do MDS, Denise Kroeff, a ação complementa outras políticas sociais do Ministério. "A distribuição de alimentos possibilita o atendimento emergencial das famílias em insegurança alimentar e a sua identificação para inclusão no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e, eventualmente, no Bolsa Família."
As cestas também são distribuídas em situações de calamidade provocadas por secas e enchentes, por exemplo, como complemento das ações da Defesa Civil. Em janeiro, por exemplo, 3 mil cestas de alimentos foram enviadas ao Espírito Santo para atender às famílias desabrigadas por causa das fortes chuvas em 54 municípios.
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é a responsável pela aquisição dos alimentos e armazenamento das cestas, e em parceria com estados e municípios. A distribuição é feita pela Defesa Civil, pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), pela Fundação Nacional do Índio (Funai) e pela Fundação Cultural Palmares, entre outros parceiros.

Fonte Portal Correio
Compartilhe no Google Plus

Sobre rivaildo

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment