Defesa Civil suspende carros-pipas e apura se já transportaram combustível e dejetos de fossas


Dois dos oito carros-pipas que realizam o abastecimento das comunidades rurais de Campina Grande foram afastados por falta de manutenção. Entre as irregularidades, constatadas ontem pela manhã durante uma fiscalização da Defesa Civil, estão ferrugem dentro dos tanques e suspeita de que os caminhões já serviram para transportar combustíveis e dejetos, no desentupimento de fossas. A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) vai acompanhar o caso.
Até a próxima segunda-feira (16), a Defesa Civil promete entregar um relatório detalhado à Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Campina Grande e do comitê de fiscalização dos carros-pipa. Ao todo, os caminhões realizam o abastecimento de aproximadamente 700 famílias, além de oito escolas e seis unidades de saúde.
Segundo o vereador Lula Cabral, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal e do Comitê de Fiscalização dos carros-pipa, uma nova inspeção, dessa vez para averiguar a qualidade da água após a passagem para os tanques, deve ser realizada nos próximos dias.
“Como nosso primeiro objetivo era constatar a condição dos veículos que fazem o transporte da água, pedimos que os motoristas viessem com os tanques vazios. Essa inspeção da água dentro dos tanques será avaliada em uma inspeção que faremos nos próximos dias, desta vez com a vigilância sanitária do município”, explicou.

Fonte Portal Correio 
Compartilhe no Google Plus

Sobre rivaildo

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment