Adolescente acusado de comandar quadrilha de assaltantes tem mais de 20 passagens pela polícia.

Adolescente suspeito de chefiar o grupo
Um adolescente de 17 anos, que é filho de uma subtenente da Polícia Militar da Paraíba e um policial civil, foi detido na madrugada desta quinta-feira (5), em Campina Grande, Agreste paraibano, apontado como o chefe de uma quadrilha responsável por assaltos a postos de combustíveis, veículos, estabelecimentos comerciais e roubo de armas de vigilantes, conforme informou o tenente-coronel Souza Neto, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar. Cinco pessoas foram detidas. O menor infrator foi pego pela polícia três vezes no mesmo dia, mas liberado.
O delegado da Polícia Civil, Lamartine Lacerda, revelou que o menor tem mais de 20 passagens pela polícia por roubo, furtos e tentativa de latrocínio. Ele informou ainda que o adolescente deverá ser solto no máximo em 45 dias. "A nossa lei é branda. Como ele não foi pego em flagrante delito, o menor deverá ser posto em liberdade nos próximos 45 dias. Os pais deles, que são policiais já entregaram ele outras vezes. Diversas vítimas já o reconheceram pelos crimes. Ele é frio".  
Segundo o comandante, a polícia vinha monitorando o grupo e durante esta madrugada uma operação denominada ‘Pequeno Príncipe’ foi desencadeada no bairro das Malvinas. “Após o assalto a um posto de combustíveis no distrito de São José da Mata, em que o menor teria praticado, começamos a investigar e conseguimos apreender o adolescente, que comandava o grupo, além de quatro pessoas – sendo uma menor - que estavam dentro de uma casa que era usada como base da quadrilha”, comentou o tenente-coronel reforçando que a subtenente discorda do ato criminoso do filho e teria ajudado nas investigações.
Souza Neto acredita que o grupo é responsável pelos assaltos ocorridos nas últimas 48h em Campina Grande. “Na residência os policiais da Rotam, Força Tática e Rádio Patrulha conseguiram apreender duas motos roubadas, dois revólveres calibre 38, sendo um deles de um vigilante assaltado, munições, muito dinheiro dos assaltos ao posto de gasolina e uma farmácia recentemente”, disse o policial, acrescentando que o adolescente conseguiu fugir da polícia após assaltar o posto e capotar um carro durante perseguição.
De acordo com o tenente-coronel, a quadrilha foi levada para Central de Policia de Campina Grande e foi autuada por roubo qualificado, porte ilegal de arma, corrupção de menores e associação criminosa.
Quadrilha detido por policiais do 2º BPM
Compartilhe no Google Plus

Sobre rivaildo

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment