Nova ‘fábrica’ de cachaça é encontrada em cadeia pública da Paraíba

cachaçaOs agentes penitenciários da cadeia pública da cidade de Cuité, no Agreste paraibano, encontraram na manhã desta segunda-feira (9) uma fabricação artesanal de cachaça no local. Essa é a segunda ‘fábrica’ da bebida achada em uma semana na Paraíba. Na última terça-feira, uma operação de segurança, realizada pela Secretaria de Administração Penitenciária do Estado, identificou a fabricação do produto dentro do Presídio Instituto Penal Sílvio Porto, localizado no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Na cadeia de Cuité, os apenados apelidaram o ‘alambique carcerário’ de lambedor. De acordo a equipe da cadeia, a tentativa de produzir a cachaça foi frustrada, pois os agentes penitenciários impediram que a fermentação do produto ocorresse.
Os detentos tentaram fabricar a bebida utilizando frutas, como laranjas e maçãs, que eram distribuídas para compor a alimentação diária. Eles colocaram o alimento em um balde e garrafões, acrescentaram água e estavam esperando a fermentação.
A fabricação foi encontrada durante a operação de revista de rotina

Portal Correio
Compartilhe no Google Plus

Sobre Colunista

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment