Grupo da Paraíba ajuda a encontrar doadores de sangue pela internet

Campanhas são lideradas pelo Doe Sangue PB, através das redes sociais.

Voluntários conscientizam população sobre doação e fazem outras ações.

Doe Sangue PB foi criado em 2010 e ajuda pessoas a encontrar doadores de sangue pelas redes sociais (Foto: Arquivo Pessoal/Thiago Gonçalo)Doe Sangue PB foi criado em 2010 e ajuda pessoas a encontrar doadores de sangue pelas redes sociais (Foto: Arquivo Pessoal/Thiago Gonçalo)
A ideia de criar um perfil em uma rede social para auxiliar uma amiga que precisava de doação de sangue foi o embrião da Doe Sangue PB, uma iniciativa do engenheiro paraibano de 27 anos Thiago Gonçalo. Isso aconteceu há 3 anos em João Pessoa e, hoje, após já ter auxiliado mais de 500 pessoas só com a doação de sangue, a iniciativa não para de crescer em toda aParaíba.
A primeira ação foi criar uma conta em um microblog para conseguir doadores e tirar dúvidas das pessoas de como é o processo da doação de sangue. “Eu entendia bem as outras pessoas porque eu queria doar, mas tinha medo. Em uma das vezes cheguei a passar um pouco mal, mas continuei tentando. Hoje sou doador. Por isso eu queria chamar as pessoas para também doar”, conta Thiago. 
Doações são feitas em parceria com o Hemocentro da Paraíba (Foto: Arquivo Pessoal/Thiago Gonçalo)
Doações são feitas em parceria com o Hemocentro
da Paraíba (Foto: Arquivo Pessoal/Thiago Gonçalo)
A iniciativa chamou a atenção dos amigos, que gostaram do trabalho desenvolvido por Thiago na internet. Assim, foi formado um grupo de voluntários que começou a fazer campanhas com o Hemocentro da Paraíba. Além da divulgação virtual da importância da doação, do trabalho do Hemocentro e do cadastro de pessoaas que precisam de sangue, em um site do grupo, eles fazem panfletagens, abordando pessoas nas ruas em locais estratégicos. Thiago informou que esse material é doado ou custeado pelos voluntários, que está sempre em busca de colaboração. Eles também vendem camisas para arrecadar dinheiro.
O grupo de voluntários do Doe Sangue PB tem 50 pessoas. Destas, 30 são mais ativas, de acordo com Thiago. Esse pessoal também faz outras ações, como palestras em universidades, visitas aos lares de idosos, aos abrigos e aos pacientes nos hospitais. Assim, eles podem também divulgar os casos que merecem mais atenção, no perfil de uma rede social onde já possuem mais de quatro mil contatos. Com isso, eles podem ajudar ainda mais. As crianças estão no centro das ações: mais de dois mil brinquedos já foram distribuídos pelo grupo. 
Grupo também pensa em ações voltadas para as crianças e já distribuiu mais de dois mil brinquedos (Foto: Arquivo Pessoal/Thiago Gonçalo)
Grupo também pensa em ações voltadas para as
crianças e já distribuiu mais de dois mil brinquedos
(Foto: Arquivo Pessoal/Thiago Gonçalo)
A Doe Sangue PB trabalha como uma ONG mas ainda não possui regulamentação jurídica. No entanto, eles estão em busca de parceiros para conseguir se registrar. “Apesar de nosso trabalho dar muito certo na internet e de vermos muitos resultados positivos, conseguir uma sede é a nossa maior dificuldade. Sonhamos com um lugar fixo, físico, para atender quem nos procura”, revela Thiago, que também faz questão de destacar que eles não possuem ligações políticas.
“Conhecemos casos de pessoas que precisavam de sangue de tipo raro todos os dias, a família contava com a ajuda do Hemocentro, mas mesmo assim precisavam recorrer à outras cidades. Com o Doe Sangue PB, conseguimos engajar mais pessoas nesse processo, anônimos, gente que nunca se conheceu e que quer ajudar”.
E como é que se trabalha, de forma voluntária, em causas tão nobres? Thiago responde: “O que me motiva é que, diante de tantas notícias tristes, famílias sofrendo, problemas sociais, o pouco que eu posso fazer desperta coisas boas no mundo. A pessoa que recebe ajuda também vai ajudar outra pessoa... pensando nisso de forma coletiva, acredito que seja o início da construção de um mundo melhor”, afirma.
g1pb
Compartilhe no Google Plus

Sobre Administrador

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment