Reeleição de Benjamim e Olenka sofrem grandes desfalques’no principal curral eleitoral

Reeleição de Benjamim e Olenka sofrem grandes desfalques’no principal  curral  eleitoral
 O atual momento político não está muito positivo pelas bandas do Curimataú paraibano e diz respeito a significativas defecções sofridas pelo grupo politico do deputado federal Benjamin Maranhão e da deputada Olenka Maranhão (PMDB) ambos do PMDB que veem os respectivosprojetos  de reeleição serem ameaçados em face de rompimentos consumados com os dois irmão integrantes do Clã Maranhão.

Do Curimataú chega ao conhecimento do PB Agora, que a mais nova baixa no grupo atende pelo nome de Iram Motos e vem a ser o vice-prefeito de Araruna, principal reduto eleitoral da família e que por motivos de divergências, não lê mais a cartilha da prefeita Wilma Maranhão (PMDB), mãe dos parlamentares e prefeita de Araruna.

Segundo o PB Agora apurou, o principal estopim para o rompimento teria sido a falta de interesse por parte de Wilma em realizar o Moto Fest, evento idealizado por Iram e que foi sepultado por Wilma, para pessoas próximas, Iram tem confidenciado que a prefeitura mudou significativamente a maneira de tratá-lo após tê-lo como aliado. A perda não foi apenas a do vice-prefeito, pois seguem Iram os vereadores Toinho Natanael e Zé de Assis, ambos do PMDB que passam a integrar a oposição.

Se não bastassem a falta de sintonia com o principal líder político do grupo o ex-governador Zé Maranhão (PMDB), outra baixa também foi bastante sentida por Benjamin e Olenka e diz respeito ao rompimento com Doutor Edmilson, prefeito de Cacimba de Dentro, curral da família Zé Maranhão, que oficializou apoio a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) e que tem desferido nas rádios locais aos grupo Maranhão.

Eleito em 2008 pelo PSDB, Edmilson se reelegeu pelo PMDB. Cria dos Maranhão, Gomes muda de lado de acordo com quem está no Palácio da Redenção. Prefeito pela 5ª vez da cidade, Edmilson Gomes em 2010 decidiu apoiar José Maranhão para o Governo do Estado, saiu do PSDB e voltou ao PMDB, agora ele decidiu votar em Ricardo Coutinho, voltando a rota de colisão com a família Maranhão.

Ainda não se sabe quem Edmilson, Iram, Toinho Natanael e Zé de Assis irão apoiar nas eleições de 2014, porém de uma coisa temos certeza: Benjamim e Olenka precisam abrir os olhos sob pena de verem os mandatos escapulirem pelos dedos.

Um império, ou melhor uma hegemonia política está prestes a ruir, José Maranhão precisa interceder urgentemente, sob pena de ver um ‘curral’ eleitoral mantido por décadas, tornar-se uma lembrança distante de uma eleição passada.A política de Araruna, Cacimba de Dentro e da Paraíba passam por mudanças, o clã Maranhão precisa entender esta nova tendência.

Henrique Lima

PB Agora
Compartilhe no Google Plus

Sobre Administrador

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment