Piloto de motocross morre esmagado por retroescavadeira que dirigia na zona rural de Pernambuco

Amigos encontraram o corpo sob o trator

Um dos principais nomes do motocross no Nordeste, o pernambucano Júlio Cesar Xavier morreu em um acidente com uma retroescavadeira, nesta terça-feira (27), na zona rural do Brejo da Madre de Deus, próximo a São Domingos (PE). No meio esportivo, Júlio era conhecido por alguns apelidos dados pelos competidores e torcedores, entre eles 'Diabo Loiro', 'Casco de Navio' e 'Anjo Voador'. 

Ele dirigia a retroescavadeira, tentando rebocar uma camioneta serra acima, próximo à estrada de Olho D'Água do Púcaro, Julio perdeu o controle do trator e capotou. Ele ainda tentou pular para tentar escapar do acidente, mas não conseguiu e foi ferido gravemente, quando o trator tombou sob o seu corpo.

Julio ficou preso nas ferragens do trator, sendo liberado pelo companheiro e adversário dentro das pistas Israel Feitosa. Todo o esforço feito para reanimar o piloto foi em vão.

O corpo do piloto de 44 anos foi encaminhado ao Instituto Médico Legal em Caruaru. O velório está previsto para a manhã desta quarta-feira (28) no Cabanga Clube, no bairro Bela Vista, em Santa Cruz do Capibaribe. O enterro será realizado no cemitéiro da cidade, às 17h.

Julio Cesar também foi um dos maiores nomes do supercross de Cubati, no Agreste paraibano, ao longo das últimas duas décadas. 


O piloto conquistou campeonatos como o Paraibano, Alagoano, Sergipano e os Pernambucanos de MX1, MX2, MX3 e MX4. Nacionalmente, conquistou o título de vice-campeão Brasileiro de MX4, ano passado.

Júlio Cesar, o 'Diabo Loiro'
Foto: Júlio Cesar, o 'Diabo Loiro'
Créditos: Reprodução/Divulgação

Corpo do piloto sob o trator
Foto: Corpo do piloto sob o trator
Créditos: Reprodução/Internet

Fonte: PORTAL CORREIO
Compartilhe no Google Plus

Sobre Administrador

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment