Prefeitura anuncia reabertura de concurso com salários de até R$ 7,8 mil

Os contratados serão submetidos ao regime estatutário e receberão salários que variam de R$ 622 a R$ 7.838,00 em jornadas de 30 e 40 horas semanais

São João do Rio do Peixe reabre concurso

São João do Rio do Peixe reabre concurso

A prefeitura de São João do Rio do Peixe, no Sertão paraibano, anunciou nesta sexta-feira (14) a reabertura do concurso público que foi ‘embargado’ em 2012, no período das eleições.

Na época, aproximadamente 1,8 mil candidatos foram prejudicados com o cancelamento das provas e a previsão é de que o anúncio da quantidade de vagas e remunerações dos cargos seja feito até o início de julho. As provas deverão acontecer até o final deste ano.

A empresa Contemax Consultoria, licitada anteriormente para realizar as provas, deverá republicar o edital, que será modificado. “Provavelmente terão mais vagas do que a primeira versão, lançada no ano passado. Mas está certo o fato de reabrir as inscrições e agendar nova data para a realização das provas. Há uma determinação do Tribunal de Contas e já tivemos uma reunião com o setor jurídico e estamos nos adequando e mapeando as vagas que serão necessárias para lançar o edital”, informou o vereador Luiz Claudino de Carvalho Florêncio (PSDC), que integra a comissão de mapeamento de vagas.

O concurso será necessário para preencher 122 vagas de níveis fundamental, médio e superior, de acordo com a meta inicial da Prefeitura de São João do Rio do Peixe,antes do cancelamento. Os contratados serão submetidos ao regime estatutário e receberão salários que variam de R$ 622 a R$ 7.838,00 em jornadas de 30 e 40 horas semanais.

Segundo ele, os candidatos que realizaram a inscrição na primeira chamada do concurso poderão realizar as provas. “O ex-prefeito no momento da saída do cargo lançou o concurso no período eleitoral e não pode realizar as provas, senão seria uma ilegalidade e por isso ele optou não realizar o concurso. Por isso algumas pessoas chegaram a ser inscritas e estamos tentando ver uma solução para que aquelas que realizaram o pagamento possam fazer as provas sem maiores transtornos”, disse Luiz Claudino.

 

PORTAL CORREIO

Compartilhe no Google Plus

Sobre Administrador

Texto.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: